segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013


 
PERÍODO QUARESMAL

REFLEXÕES DIÁRIAS PARA SEU SANTUÁRIO DE AMOR FAMILIAR

O povo de Deus caminhou 40 anos pelo deserto rumo à Terra prometida. Foram tempos de grandes provações, mas também de grande prova do amor de Deus. Este povo, acostumado com práticas abomináveis do Egito, precisava deste tempo de purificação, de volta a Deus, de conversão. Nós somos chamados, na Quaresma, a abandonar tudo aquilo que nos leva em direção contrária aos planos de Deus para nós. Nestes quarentas dias, que nos separam da grande festa da Páscoa, vamos  preparar nosso Santuário de Amor Familiar, lendo, meditando, rezando e vivendo a Palavra de Deus. Deus quer nos falar, quer nos indicar o caminho para a Terra Prometida; vamos juntos  percorrer nosso deserto na certeza de que Deus caminha em nosso meio. 
Larissa Baptista


*** Oração para todos os dias***

 Espírito Santo vem em meu auxilio para que eu seja capaz de compreender tudo aquilo que Jesus deseja me falar através de sua Santa Palavra. Espírito Santo ilumina a minha mente e abre meu coração para que ao receber a Palavra de Deus eu possa ser uma testemunha viva dos frutos desta mesma Palavra em todos os lugares por onde eu andar principalmente dentro do Santuário de Amor Familiar ao qual eu pertenço.

 

* Dia 13.02.13- Quarta Feira de Cinzas

 Leitura Orante -     Mateus 6,1-6.16-18

 Reflexão do dia -  Jesus nos fala em Mateus ( 6,1-6. 16-18) sobre a hipocrisia, mas você sabe o que é hipocrisia? O dicionário define esta palavra como o ato de fingir ter crenças, virtudes, ideias e sentimentos que a pessoa na verdade não as possui. Será que estamos sendo hipócritas em nossas relações com nossos familiares? Será que nos mostramos pessoas de oração, tementes a Deus, bons pregadores, mas não vivenciamos em nosso lar aquilo que mostramos ser quando estamos em outro ambiente?

Deus está chamando você a ser testemunha da Palavra em sua família. Ao receber as cinzas o Senhor está te comunicando que somos pó, somos frágeis e, portanto pecadores, mas que podemos e devemos mudar de vida através da oração, da penitencia e caridade. Só teremos um encontro feliz como o Ressuscitado, se formos capazes de transformar com nosso testemunho nosso ambiente familiar. Acredite, Deus caminha com você neste deserto!

 

* Dia 14.02.13

 Leitura Orante -   Lucas 9,22-25

 Reflexão do dia: Quantas cruzes carregamos dentro de nossas famílias: cruzes das doenças, cruzes da infidelidade, cruzes do desemprego, cruzes dos vícios etc. Jesus nos diz que para segui-lo temos que renunciar a nós mesmo e carregar nossa cruz a cada dia. Ele não nos diz que será fácil, mas nos garante que é possível, pois “quem perder sua vida por causa de mim, este a salvará (Lc 9,24). Como estamos carregando a cruz dentro de nossa família? Carregamos com paciência ou descontamos nossas frustrações nos membro de nossa família? Você é capaz de renunciar a si mesmo e carregar as cruzes que surgem em sua vida familiar sem murmurar? Deus deseja salvar você e sua família através do mesmo caminho que Ele percorreu o caminho da cruz! Coragem, Ele já venceu o mundo.

 

* Dia 15.02.13

Leitura Orante       -   Mt 9,14-15

Reflexão do Dia:  Nesta Palavra, o Senhor nos fala do jejum como expressão do desejo de conversão, de espera confiante por dias melhores. Jesus não nos convida a um jejum hipócrita, voltado para si mesmo. O jejum proposto por Jesus é o jejum que nos leva a sair de nosso conforto para pensarmos no bem do irmão. Assim, alimentar-se por um dia à base de pão e água só irá agradar a Deus se essa atitude tiver como base a caridade, se com esse jejum você for capaz de aliviar a fome de um irmão, nem que seja por um dia. O jejum deve torna-lo uma pessoa caridosa principalmente no ambiente em que você vive. Com seu jejum procure aliviar a fome do amor, do perdão, da esperança dentro do seu Santuário de Amor Familiar.

I SEMANA DA QUARESMA
 
 


*Dia: 16.02.13  -                                                           

Leitura Orante  -   Lc 5,27-32

Reflexão do dia - Ao chamar Levi, o cobrador de impostos, Jesus nos mostra que não faz acepção de ninguém, Ele deseja que todos se salvem, não coloca o pecado acima do pecador. “Os sadios não precisam de médico, mas sim os que estão doentes” são palavras de Jesus para confortar todos nós pecadores. Como é bom saber que o Senhor está sempre disposto a nos acolher, apesar de nossos pecados. E nós estamos dispostos a acolher aqueles que mais precisam de ajuda em nossa família? Será que abrimos mão daquela pessoa que temos mais dificuldade em amar em nossa casa? Daquele que dá mais trabalho, daquele que nos faz perder a paciência? Para que nossa casa seja um Santuário é preciso que estejamos dispostos a ajudar a santificar a todos e isso só será possível se tivermos um coração aberto para acolher como Jesus nos acolhe. 


*Dia: 17.02.13      -                                                           

Leitura Orante -     Lc 4,1-13

Reflexão do dia- Nesta passagem Jesus nos ensina como vencer as tentações que estão presentes no mundo. Nos últimos tempos as famílias do mundo, a minha e a sua também, estão sendo cada dia que passa bombardeada pelas ações do inimigo de Deus. Os casais são tentados diariamente a viver um modo de vida contrário às leis de Deus, vida de infidelidade e adultério. Nossos filhos são tentados às drogas, à prostituição, à desobediência, a uma vida desregrada. Hoje o demônio não nos tenta na montanha, ele nos tenta dentro de nosso Santuário de Amor Familiar. Hoje a tentação entra pelas redes sociais, pelas novelas, pelos big brother da vida. Você pode combater o mal do jeito que Jesus combateu: com a Palavra de Deus. Qual é o lugar da Palavra de Deus em seu lar? Você ensina seus filhos a respeitar e viver a Palavra de Deus? Você costuma rezar com a Palavra ou ela é apenas um enfeite bonito em sua casa? Onde está sua Palavra neste momento? Sua resposta deveria ser: no meu coração!


*Dia 18.02.13                                                               

Leitura Orante     Mt. 25,31-46

Reflexão do dia – A caridade é a base deste texto. Viver a caridade fora de casa muitas vezes pode ser mais fácil do que exercê-la dentro das paredes de nosso lar. Será que reconhecemos Cristo morando em nosso Santuário de Amor Familiar? Lembre-se do enfermo em sua casa, lembre-se do idoso que te dá tanto trabalho, lembre-se daquele órfão que você precisou acolher, lembre-se hoje dos necessitados que moram com você, daqueles que tem fome da Palavra, daqueles que precisam de um ombro para chorar, daqueles que apesar de terem sidos aconselhados caíram no erro, lembre-se deles, lembre-se do rosto de Jesus nos que precisam de você em seu lar. “ em verdade vos digo, todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes” (Mt 25,40)

 

*Dia 19.02.13 –                                                        

Leitura Orante  Mt 6,7-17

Reflexão diária: Jesus nos ensina a rezar, mas não rezar de qualquer jeito. Jesus nos diz que devemos rezar com o coração, entrar em nosso quarto, fechar a porta e falar com Aquele que tudo vê, tudo sabe, tudo compreende. Para que sua casa seja um Santuário de Amor de Deus, é preciso que você encha seu lar de oração, você precisa rezar, rezar e rezar como Nossa senhora nos pede em tantas mensagens dadas pelo mundo. Sua casa precisa ser uma casa de oração, sua família precisa ser de oração, você precisa ser um homem ou uma mulher de oração. Reze com seu trabalho, reze com seus estudos, reze em todas as ocasiões, reze com sua vida.


*Dia 20.02.13 –                                                                    

Leitura Orante    Lc- 11,29-32

Reflexão diária: O maior sinal de conversão a Deus é a aceitação e vivência da sua Palavra. Como estamos vivenciando a Palavra em nossa casa? Será que somos daqueles que aceitam os mandamentos de Deus desde que não se oponha a nossa vontade? Não basta dizer Senhor, Senhor, mas não fazer a vontade do Pai que está no céu. Você quer ser um sinal de Jesus em seu Santuário de Amor Familiar? Viva a Palavra de Deus em toda a sua essência. Que testemunho você está dando em sua casa, como você está apresentando Cristo para os seus? Você é o responsável pela Santidade de seu lar.

 

*Dia 21.02.13- –                                                                   

Leitura Orante:    Mt, 7,7-12

Reflexão diária: Que Palavra maravilhosa Jesus nos dá hoje. Ele nos mostra que temos um Pai amoroso que jamais vai nos dá uma cobra quando suplicamos por um pão. Deus tem prazer em nos ajudar, em ajudar os nossos. Nós só precisamos correr para esse coração amoroso e pedir o que necessitamos. Peça por sua família, peça as graças para seu lar, peça com confiança. Deus quer e pode te ajudar, Deus não vai deixar que os teus se percam, peça, se aproxime de Deus, pois Ele se aproxima de você e de sua Família. Você tem procurado escutar a vontade de Deus para sua família? Você tem confiado em Deus ou em suas próprias forças para resolver as tribulações do dia a dia? Deus é nosso parceiro na caminhada, não esqueça disso.

 

*Dia 22.02.13                                                                   
Leitura Orante      Mt 16,13-19

Reflexão diária: O santuário de nossa casa precisa está ligado ao Santuário que é a Igreja de Cristo. Aquilo que ensinamos em nosso lar para os nosso devem estar de acordo com os ensinamentos da Santa Igreja. Hoje comemoramos a Cátedra de São Pedro, hoje lembramos da missão de Pastor da Igreja conferida por Jesus ao nosso Papa. Será que procuramos seguir as ordens desse pastor, apoia-lo ou nos deixamos levar pelo secularismo desregrado. Você e sua família estão dispostos a defender a Igreja de Cristo na pessoa do Santo Papa? Você conhece sua Igreja? Deus habita em um Santuário de Amor Familiar desde que o Santuário Familiar habite no coração da Igreja.
***********************************************************************************
 
****   II SEMANA DA QUARESMA ***
 


Dia: 23.02.13
Leitura Orante: Mt 5,43-48
Reflexão Diária: eu porém vos digo: amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem!” É uma ordem do Senhor, ordem difícil de cumprir, mas não impossível. Jesus com esta Palavra não deseja ferir mais nosso coração que, por vezes, já foi bastante machucado. Machucado pela violência, machucado por ofensas, machucado pela indiferença, machucado pelo mundo. Jesus deseja curar o meu e o seu coração e essa cura passa pelo difícil caminho do amor extraordinário. Ao nos pedir que ame a todos, inclusive àqueles que mais nos feriram, Jesus quer nos levar a descansar Nele, é o vale verdejante de que nos fala o Salmo 22. É neste momento, é neste local, no Coração Amoroso do Senhor, que encontraremos a paz para nós e para os nossos. Seu lar só será um Santuário de Deus se seu coração for um Santuário de Amor Extraordinário.
 


Dia: 24.02.13

Leitura Orante: Lc 9,28-36

Reflexão Diária: “Este é meu Filho, o escolhido. Escutai o que Ele diz!” Bela passagem do evangelho. Aqui Deus Pai nos apresenta Seu Filho, aquele que precisamos escutar, o escolhido. E como podemos escutar a voz de Jesus se não nos aproximamos de sua Palavra? Como conhecer sua vontade se não estamos disposto a subir a montanha e rezar? Quais são as vozes que estamos escutando? Quem é que estamos apresentando em nosso Santuário de Amor Familiar? O nosso lar só será um lugar transfigurado pela presença de Jesus, se deixarmos que a Palavra de Deus, a sua Bíblia que pode está abandonada em uma prateleira, ganhe voz. Quando isso acontecer eu, você e os nossos teremos, em nossas casas, o Senhor em toda a sua glória, com roupas muito branca e brilhantes. Será o céu em nosso lar!

Dia: 25.02.13
Leitura Orante: Lc 6,36-38
Reflexão Diária: “Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso.”

Mais uma vez somos chamados a ser  imagem e  semelhança de Deus. Amar do jeito que Deus nos ama, perdoar do mesmo jeito que Ele nos perdoa, fazer o bem e desejar o bem sempre. Isso de modo algum é viver alienados, pelo contrário, estamos cada vez mais vivos e conscientes do que estamos fazendo. Estamos nadando contra a correnteza do mundo, contra tudo que nos impede de ser semelhantes ao Pai que está no céu, que está no nosso lar, que está em você e em mim. Precisamos deixar que Deus nos molde à sua imagem e semelhança, que nos ensine a perdoar do mesmo jeito que Ele nos perdoa, que nos ajude a não julgar porque nosso julgamento é imperfeito  e certamente seremos injusto, que nos leve a amar com amor misericordioso, isto é, amar apesar de tudo, amar porque somos filhos daquele que é Amor, amar, meus irmão, porque somos cidadãos do céu e no céu só existe o amor, amar simplesmente porque queremos fazer de nossa casa um Santuário de amor misericordioso, amar porque Deus nos ama e isso basta!

 
Dia 26.02.13
Leitura Orante: Mt 23,1-12
Reflexão Diária: “Quem se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado” Levemos esta passagem do evangelho para dentro de nosso lar. Quantas vezes nos exaltamos diante dos nossos? Quantas vezes colocamos cargas pesadas em nossos familiares obrigando-os a uma vida espiritual além do que são capazes. Exigimos tantas coisas em nome de Deus.  Muitas vezes assumimos o papel de um rei ou uma rainha tirana e impomos fardos aos nossos que nós não somos capazes de carregar. Criamos tantas regras de oração, tantos obstáculos que torna impossível o aproximar-se de Deus. São sepulcros caiados que cultivamos em nossa família, são as aparências tão criticadas por Jesus.

É preciso deixar que a Palavra de Deus ganhe forma e vida em nossa casa e isso acontecerá quando você e eu nos transformamos nesta Palavra viva, sendo testemunhas autênticas do poder restaurador do evangelho. Nossa conversão se dá de dentro para fora, nossa fé é percebida na vivência da misericórdia, no coração humilde, no se colocar no lugar de aprendiz da Palavra junto com os nossos. Saiba que a santidade em nosso Santuário de Amor Familiar acontecerá quando houver a união de corações humildes que se deixam, juntos, transformar pela Palavra de Deus.

Dia 27.01.13
Leitura Orante: Mt 20,17-28
Reflexão Diária: Quem quiser tornar-se grande torne-se o vosso servidor.

Mais uma vez somos chamados a testemunhar nossa fé na humildade. Como é difícil sermos servos dos outros, nos colocarmos à disposição dos que nos rodeiam. Servir a um estranho pode, muitas vezes, ser mais fácil do que ser servir aqueles que moram conosco. Jesus veio disposto a servir, mas nós não estamos dispostos a servi-lo na pessoa do outro que pode, inclusive, está em nossa própria casa. Queremos, como os filhos de Zebedeu, entrar no reino de Deus e não só entrar, desejamos também, sentar ao lado do mestre, no melhor lugar. Ficar perto de Jesus é o que todos queremos, eu, você e os nossos. Saiba Jesus também deseja isso! Mas será que estamos dispostos a percorrer o caminho que nos levará ao Céu? Estamos dispostos a carregar nossa cruz diariamente e ainda, assim, nos colocarmos a serviço do outro. Jesus quer transformar nossa casa em um precioso Santuário onde a cruz de cada dia seja o nosso passaporte para o céu. Deus nos quer bem pertinho Dele! Coragem!   


28.02.13
Leitura Orante: Lc 16,19-31
Reflexão Diária: Lembra-te que tu recebestes teus bens durante a vida e Lázaro, por sua vez os males. Agora, porém, ele encontra aqui consolo...
Que linda promessa de Jesus para nós, que consolo teremos quando, após levarmos nossa cruz com paciência, com amor, nos encontrarmos face a face com Ele. Lindo será esse encontro e isso não é uma esperança infundada, é real. Deus, mais do que você e eu, deseja esse encontro por isso Ele aqui, na terra nos prepara para a vida no céu. Deus não quer filhos e filhas escravizados pelo dinheiro, bela busca excessiva das riquezas e do poder.  Jesus já nos disse que não podemos servir a dois senhores, não podemos servir a Deus e ao dinheiro. Viver em um Santuário de Amor Familiar é estar conscientes de que estamos no mundo, mas não somos dele, é saber que podemos usufruir de todos os bens necessários para nossa família sem, contudo nos deixarmos dominar por eles. O bem mais precioso que podemos oferecer aos nossos é a Palavra de Deus, Palavra esta que liberta, que salva, que nos conduz ao maior dos tesouros: o Coração de Jesus.
 


01.03.13
Leitura Orante: Mt 21,33-43.45-46
Reflexão Diária: “A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular.”
Pensemos em nossa casa como a vinha do Senhor, um lugar preparado para produzir frutos, mas não um fruto qualquer, frutos de santificação. Como um grande agricultor que cuida, que tem zelo, que protege suas plantações, Deus também quer cuidar, zelar, proteger nossa família, esta vinha preciosa e tão atacada, nos últimos tempos, pelas ervas daninhas do mundo.

Quantos meios o Senhor nos tem dado para nossa defesa! Quantas chuvas de Graças Ele derrama para irrigar o coração ressequido, machucado de nossa família. Quanto meios de santificação o Senhor envia para salvar os nossos: a eucaristia, o sacramento da confissão, sua Palavra proclamada todos os dias, o Jejum, a esmola, a oração. Pensemos nas vezes em que matamos, tal qual os vinhateiros do evangelho, os canais de santificação que Deus nos oferece. Sufocamos a Palavra de Deus, ela que tem o poder de nos salvar, salvar os nossos, transformar nossa casa em um Santuário de Amor protegido das pragas que devastam nossa família. Jesus quer tomar posse da vinha que é nossa família, que neste período de Quaresma, possamos recebê-lo com os braços cheios de frutos do Espírito Santo, uma verdadeira Vinha de Deus!

02.03.13
Leitura Orante: Lc 15,1-3. 11-32
Reflexão diária: " ele estava morto e reviveu! "
Belíssima esta passagem do evangelho, aqui o mais importante não é o filho pródigo que gastou tudo o que tinha e nem tampouco o filho mais velho que se corrói de orgulho e raiva pelos benefícios que seu irmão recebeu. O importante é fixarmos no amor desse pai que mesmo reconhecendo os erros do filho, ”ele estava morto” não deixa que a ofensa mate o amor, afinal um pai ama sempre ou deveria amar. Deus nos ama desse jeito e quer que possamos amar e perdoar da mesma maneira com que Ele nos ama e nos perdoa.

Temos muita dificuldade nesta área, como é difícil o exercício do perdão, talvez porque pensemos erradamente que ao perdoar estamos dizendo que é certo uma atitude errada. Isso não é verdade! Ao liberarmos o perdão estamos, apenas, correndo de volta para os braços do Pai e dando a possibilidade para aquele que está no erro repensar suas atitudes, largar a comida dos porcos e voltar para Deus que sempre espera festejar com o filho que está longe. O Senhor, este Pai Amoroso, quer fazer uma grande festa em nosso Santuário de Amor Familiar, mas para isso Ele espera que eu e você procuremos os afastados de nossa família. Festa boa acontece quando temos todos os nossos por perto.


III SEMANA DA QUARESMA

                                      
 
Dia: 03.03.13                                                                                     
Leitura Orante:  Lc 13,1-9
Reflexão do Dia: Já faz três anos que venho procurando figos nesta figueira e nada encontro. Corta-a!
Nosso Deus é um Deus paciente que nos dá tempo para a conversão, temos sempre novas oportunidades, novas chances de voltar para o caminho Dele. Contudo devemos estar cientes que o tempo tem fim, seremos cobrados pelos frutos que geramos ou não, frutos estes que santificam a nós mesmos e aos nossos. Quantos dons desperdiçamos, quantos frutos deixamos de dar, quantos de nós deixamos que nossa capacidade de ser santo (a) não desabroche, não frutifique. De que adianta uma árvore frutífera que não permite que experimentemos seus frutos? De adianta, eu e você, sermos cheios de dons se não deixamos que esses dons se transformem em atos no ambiente em que vivemos? Não podemos inutilizar a terra de nosso Santuário de Amor Familiar, precisamos agir urgentemente, precisamos dar frutos. Os acontecimentos trágicos que vivenciamos não são castigos de Deus por sermos mais pecadores que os outros, mas um apelo para que pensemos no imprevisível, na brevidade da vida. Apressemos, pois nossa conversão.
 
Dia: 04.03.13                                                                                
  Leitura Orante: Lc 4,24-30
Reflexão diária: “Nenhum profeta é bem aceito em sua pátria.”  
As pessoas movidas pelo Espírito Santo são impulsionadas a pregar a verdade do evangelho. É o Espírito Santo quem dá forças para anunciar e denunciar sem medo. Todos nós somos chamados a ser profetas, principalmente na sociedade em que vivemos onde os valores, ensinados por Deus, são desprezados. Você e eu precisamos ser profetas dentro de nossa casa, é preciso falar de Deus, ensinar, ir contra toda mentira que o mundo quer introduzir em nossas famílias. Nossas crianças, nossos jovens precisam conhecer a Palavra que salva e liberta, mas como vão conhecer se muitas vezes nos acovardamos e nos deixamos levar pela correnteza do mundo?
O profeta de Deus não tem medo de falar, o profeta grita ao mundo que só há uma única verdade e é a que está na Palavra do Senhor da verdade. O profeta não se importa de falar várias vezes, ele fala porque sabe que o mundo tem necessidade de Deus e não se cansa porque não pode dormir sabendo que os seus correm perigo. Que possamos ser profetas em nossa casa, ainda que incompreendidos, e lutar para defender nosso lar das vozes do mundo.
 
Dia: 05.03.13                                                                          
 Leitura Orante:   Mt 18,21-35
Reflexão diária: “ Senhor, quantas vezes devo perdoar a meu irmão, quando ele pecar contra mim?”
O perdão não tem limites. Quantas vezes devemos perdoar nosso irmão? Jesus nos responde: sempre! O perdão antes de libertar aquele que nos ofendeu, liberta a nós mesmos. O perdão tem o poder de libertar nossa família de tantas feridas que se mostram através de comportamentos de raiva, mágoa, rancor e até mesmo doenças incuráveis. A falta de perdão pode impedir nosso irmão de voltar para Deus, de refazes seus passos, de consertar seus erros. Entretanto o mais prejudicado é aquele que não libera o perdão, aquele que mantém, dentro de si, uma ferida que quanto mais cultivada mais fétida vai ficando e mais perigosa para a saúde. Doenças que não são tratadas matam! Jesus nos ensina o remédio: se estamos feridos o perdão pode cicatrizar. Perdoamos não porque queremos transformar os erros em acertos, atitudes erradas sempre serão erradas. Quando Jesus nos pede para perdoar, Ele quer nos levar a uma vida saudável, ficamos bem no corpo e na alma. Libere perdão dentro de sua casa, deixe que o amor de Deus tome conta de suas feridas, retire do seu Santuário de Amor tudo aquilo que adoece sua família, a falta de perdão mata a todos.
Dia: 06.03.13                                                                              
 Leitura Orante: Mt  5, 17- 19
Reflexão diária: “ Não vim para abolir a Lei ou ao profetas, mas para levá-los a perfeição.” A Palavra de Deus antes de ter sido escrita, foi vivida, transmitida, celebrada. Jesus nos alerta sobre a hipocrisia religiosa, aquela que vive a lei no papel, mas não a vive no coração. Quantas vezes usamos de formalismo religioso em nossos lares? Conhecemos os mandamentos de Deus, mas somente no papel, mandamentos estes que Deus quer gravados não em tábuas de pedras, mas em nosso coração. Só poderemos ensinar a verdade de Deus em nossas casas, se antes tivermos estas verdades esculpidas em nossa vida diária.
Deus não brinca com nossa salvação, não faz pouco caso da salvação dos nossos. Somos importantíssimos para Ele, por cada um de nós Ele deu o próprio sangue, isto quer dizer que devemos anunciar sua Palavra em nossas casas e não só anunciar, mas vivê-la com seriedade. Deus precisa e quer que eu e você sejamos grandes no Reino Dele. Vamos então, ensinar,  divulgar sua Palavra com nossa vida e sem mudar uma só letra.
Dia: 07.03.13                                                                              
 Leitura Orante:  Lc 11, 14-23
Reflexão diária: “ Todo reino dividido contra si mesmo será destruído, e seus edifícios cairão uns sobre os outros.”
Atenção: ou estamos com Jesus ou não estamos! A vivência do evangelho nos cobra atitudes radicais em nossas escolhas, não podemos ser de Deus e do mundo ao mesmo tempo. Nossas famílias precisam ser inteiramente de Deus, isto que dizer, que não há possibilidade alguma de estar ao lado do Cristo compactuando com os erros do mundo. Jesus quer nos libertar de todo o mal que deixamos entrar em nosso Santuário de Amor Familiar, mas para isso é necessário que você, eu e os nossos possamos romper definitivamente com o agir do mundo, com o pensar do mundo, com tudo aquilo que tende a transformar a Palavra de Deus em palavras obsoletas. Precisamos urgentemente trabalhar para que Jesus estabeleça seu Reino em nossos lares, não podemos ter dois reinos em nossa casa, não podemos atender a dois senhores. Se em nossas casas há ainda modos de viver não cristão, significa que moramos em reinos divididos e se moramos em reinos divididos teremos nossa família dividida também. Lutemos para dar a posse de nosso lar a Deus. Nossa casa precisa ser um sinal de Deus e em Deus não há divisões.
 
Dia: 08.03.13                                                                       
Leitura Orante: Mc 12, 28-34
Reflexão diária: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo.”
Jesus, nesta passagem, nos dá a fórmula do verdadeiro cristão: o amor a Deus e o amor ao próximo. Não há outro mandamento maior do que este, o amor é a base para todos os demais mandamentos. Deus deseja ser amado, todo Pai deseja, mas este amor por Deus precisa ser revelado no amor que tenho pelo meu irmão, principalmente por aqueles que o Senhor colocou em nosso lar. Deus quer ver nosso amor por Ele através da maneira com que amamos o nosso próximo. Aqui, não há exceções, precisamos amar e mais ainda, amar do mesmo jeito com que nos amamos. Assim, se queremos viver bem, devemos querer que o outro viva também. Desejamos ser compreendidos? Devemos desejar que o outro seja também. Queremos ser perdoados, tantas vezes quanto necessário? Devemos querer que o outro também seja. O nosso amor precisa ser um amor extraordinário, um amor que não é comum, mas é possível. Amamos a Deus porque o vemos no próximo e amamos este próximo porque ele tem a face de Deus na terra, na sua família.
Dia: 09.03.13                                                                                    
 Leitura Orante: Lc 18,9-14
Reflexão Diária: “Quem se eleva será humilhado e quem se humilha será elevado.”
 
Mais uma vez somos convidados a refletir no valor da humildade. O modo de viver do cristão é completamente diferente do modo de viver do mundo. A vida do cristão é contrária a tudo aquilo que o mundo acredita ser importante: poder, aparência, dinheiro, status etc. O mundo admira o exterior, Deus olha o interior, o coração. São palavras batidas, mas que ainda não são colocadas em prática. Somos narcisistas, gostamos de aplausos, de reconhecimento, de sermos o modelo, mesmo que este modelo não seja o ideal. Quantas famílias destruídas pelo orgulho, quantas obras de caridade feitas para engrandecimento da família de nome tal. Não podemos anunciar um evangelho de aparências, meus irmãos. As orações, os inúmeros jejuns, a caridade só terão valor se vierem escondidas no manto da humildade, na simplicidade. Aquilo que fazemos para agradar aos homens ou para sermos reconhecidos por eles ficarão aqui, não subirão ao céu.
Façamos de nossa casa um Santuário de humildade, onde nossa vida cristã seja revelada pelo testemunho da simplicidade de uma Hóstia Consagrada, que esconde o Rei do Universo. Que nossa religiosidade brote do nosso coração, lugar onde estão os olhos Santos de Deus.
 
IV SEMANA DA QUARESMA
 
Dia:10.03.13                                                    
Leitura Orante: Lc 15,1-3.11-32
Reflexão diária: Meu Pai, eu pequei contra o céu e contra ti.
Belíssima esta passagem do evangelho, aqui o mais importante não é o filho pródigo que gastou tudo o que tinha e nem tampouco o filho mais velho que se corrói de orgulho e raiva pelos benefícios que seu irmão recebeu. O importante é fixarmos no amor desse pai que mesmo reconhecendo os erros do filho, ”ele estava morto” não deixa que a ofensa mate o amor, afinal um pai ama sempre ou deveria amar. Deus nos ama desse jeito e quer que possamos amar e perdoar da mesma maneira com que Ele nos ama e nos perdoa.
Temos muita dificuldade nesta área, como é difícil o exercício do perdão, talvez porque pensemos erradamente que ao perdoar estamos dizendo que é certo uma atitude errada. Isso não é verdade! Ao liberarmos o perdão estamos, apenas, correndo de volta para os braços do Pai e dando a possibilidade para aquele que está no erro repensar suas atitudes, largar a comida dos porcos e voltar para Deus que sempre espera festejar com o filho que está longe. O Senhor, este Pai Amoroso, quer fazer uma grande festa em nosso Santuário de Amor Familiar, mas para isso Ele espera que eu e você procuremos os afastados de nossa família. Festa boa acontece quando temos todos os nossos por perto.

Dia: 11.03.13                                                           
Leitura Orante:  Jo 4,43-54
Reflexão diária: “ Senhor, desce antes que meu filho morra”
O ponto principal desta história é a fé. Quanto nos custa ter a fé que agrada a Deus, como é difícil acreditar em algo que não vemos, que não podemos controlar.  Temos a sensação de que a fé nos lança em um abismo de incerteza, ficamos com medo, duvidamos da Palavra de Deus e começamos a agir por conta própria.Queremos dominar todas as situações da nossa vida, mas isso meus irmãos, é impossível porque um só é Aquele que rege todos os acontecimentos da terra: Deus! Nem eu, nem você e nenhum dos nossos tem o poder de antecipar um só segundo em nossa existência, mas aquele que é Senhor do Universo controla até os fios de cabelo de nossas cabeças.
É lindo saber que temos Deus no absoluto comando de nossas vidas. A fé, é isso: é saber que Deus sendo bom jamais vai nos dá uma cobra quando queremos um pedaço de pão. Se acreditamos que Deus é nosso Pai, não há porque não depositar nele nossa esperança. Nós e nossas famílias precisamos viver da fé, a fé que move montanhas, a fé que não vacila, a fé que nos leva acreditar que nossa família vive porque Deus já decidiu. Viver da fé é viver de certeza, certeza de que Deus já curou os nossos enquanto ainda andamos pelo caminho, caminho que nos conduz ao céu.
 
Dia: 12.03.12                                                                          
Leitura Orante: Jo 5,1-16
Reflexão diária: “Queres ficar curado?”
A Palavra de Deus é repleta de muitas histórias de pessoas que vão até Jesus para receber curas. Aqui, é Ele quem vai ao encontro do filho doente, marginalizado. Jesus deseja ardentemente a nossa cura, a cura dos nossos, mas muito mais que uma libertação das mazelas do corpo, Ele quer nos libertar da chaga que mata mais do que qualquer doença: a chaga do pecado. Passamos boa parte de nossas vidas buscando curas, milagres, prodígios, pedimos tantas coisas, mas não pedimos o essencial que é a graça de não voltar a pecar.
Quantas famílias paralisadas pelo pecado, quantas pessoas dentro de nossas casas esperam que alguém passe e as leve até a fonte de cura que é Jesus. Quantos de nós, presos às leis gravadas em tábuas de pedras, que não facilitam a chegada dos nossos aos braços do Senhor da Cura. Precisamos urgentemente libertação em nossos lares, libertação física sim, mas principalmente da libertação da alma que cura inclusive as feridas físicas. Fica então a pergunta de Jesus: queres ficar curado?

Dia: 13.03.12                                                                
Leitura Orante:  Jo 5,17-30
Reflexão diária: O que o Pai faz, o filho o faz também.
Linda a união de Jesus com seu Pai! Há um amor tão profundo entre eles que todas as suas ações acontecem em grande harmonia e cumplicidade. O filho conhece os desejos do Pai e por ser Filho imita o Pai, trabalha como o Pai, ressuscita como o Pai. O Pai por sua vez revela seus planos ao Filho porque confia no Filho. Esse é o amor que Jesus quer que tenhamos: um amor que nos identifique com nosso Pai do céu, que nos leve a seguir seus passos, que nos faça refletir seu rosto em nossos lares ou em qualquer lugar por onde passamos.

Jesus tem Deus Pai como modelo e nós necessitamos urgentemente desse modelo em nossos lares. Muitos dos nossos perderam  o rumo, não sabem mais a que vozes escutar. Caminham sem direção como filhos e filhas que vivem sem um Pai. Não somos órfãos de Pai! Temos a quem imitar e a quem seguir, Ele conhece o caminho e quer nos revelar. Que possamos viver tão unidos a Deus a ponto de dizer já não sou eu quem vivo em minha casa, mas é Deus quem vive em mim, que sorrir em mim, que cura através de mim, que ama a todos em mim.
 
Dia 14.03.13                                                               
 Leitura Orante: Jo 5,31-47
Reflexão diária: “Eu vim em nome do meu Pai, mas vós não me recebeis.”
O evangelho de hoje nos ajuda a refletir na presença de Deus em nosso meio, um Deus que se importa comigo, com você e com todos aqueles com quem convivemos. Deus se revela para mim, para você e para os nossos através da pessoa de Jesus.  Infelizmente, depois de 2000 anos há ainda tantas famílias que não reconhece Jesus como Senhor e Salvador e mais sério ainda, dentro de nossas casas quantos ainda são indiferentes a sua presença.
Nós temos a obrigação de testemunhar Jesus no ambiente em que vivemos, é preciso primeiro torná-lo conhecido para que possa ser amado como merece. Há tantas testemunhas em favor de Cristo que não há porque duvidar de que temos um Deus que caminha conosco, que se importa com cada um de nós, que sabe e quer nos ajudar. A Palavra de Deus é a maior testemunha de que Jesus veio em nome do Pai, veja que lindo: Deus Pai enviou seu Filho para salvar sua família, Ele pensou em você e em sua casa, amou tanto que entregou Jesus para cuidar do seu lar. Que grande defensor nós temos, que grande Salvador! Não há, de fato, o que temer. Deus está conosco!
 
Dia 15.03.13                                                          
 Leitura orante:   Jo 7,1-2.10.25-30
 
Reflexão diária: “Vós me conheces e sabeis de onde eu sou, eu não vim por mim mesmo, mas o que me enviou é fidedigno.”
Mais uma vez Jesus se revela como Filho de Deus, o Messias, aquele que vem da parte do Pai do céu. Ainda existe, nas famílias, na sociedade em geral, muita dificuldade em aceitar Jesus como Senhor, principalmente porque Ele se revela na simplicidade, porque não age segundo o nosso modo de pensar, porque não se deixa dominar por nossos desejos. Como no tempo de Jesus, também nós, muitas vezes, desejamos um deus que esbanje poder, que revele sua força a nosso bel prazer. Não queremos o filho do carpinteiro, o filho de José e de Maria, somos avessos às coisas simples, fechamos os olhos para o Menino Jesus da manjedoura e abrimos para as coisas falsas do mundo. Queremos a coroa de ouro e rejeitamos a de espinho.
Jesus está do lado oposto do mundo, é o Rei do universo, mas escolheu morar em um pequeno pedaço de pão. É Senhor do Céu, mas desejou ardentemente descansar na dureza do nosso coração. É esse Jesus que precisamos levar para nossa casa, um Deus que vem em condição humana para que tenhamos a certeza de que Ele conhece nossas dores porque experimentou na própria carne. Temos um Deus irmão ao nosso lado.
Dia: 16.03.13                                                
Leitura Orante: Jo 7,40-53
Reflexão diária: “Será que a nossa lei julga alguém antes de o ouvir e saber o que ele fez?”
A perseguição às coisas de Deus sempre foi uma constante na história da salvação. Quantos profetas, quantos sacerdotes, missionários não padeceram verdadeiros tormentos para levar a Palavra de Deus ao mundo.  As oposições sempre irão existir, porque o mundo sempre vai exigir um espaço cada vez maior e esse espaço  ele quer ocupar em nossas casas.

Não podemos permitir que nosso lar se transforme em um santuário saqueado pelo mundo. Precisamos proteger nossas famílias e isso só pode ser feito vivendo e testemunhando a Palavra de Deus, apesar das dificuldades que encontraremos. Sim, encontraremos muitas barreiras até mesmo dentro de nossos lares, mas não podemos desistir de falar da Palavra da Vida. O mundo precisa escutar que há um Deus que salva.

Jesus não nos prometeu uma vida fácil, meus irmãos, mas nos prometeu uma vida plena com Ele no céu se formos perseverantes até o fim. Nossa família precisa que sejamos firmes e lutemos contra tudo o que se opõe a Deus e seu projeto. Já sabemos quem é Jesus, mas precisamos fazer com que os nossos também o conheça e o ame, mesmo que isso nos custe perseguições. Não é fácil transformar nossa casa em um Santuário de Amor, Jesus mais do que qualquer um de nós sabe o quão difícil é lutar contra as vozes do mundo. Não estamos sós nesta luta, o Senhor já venceu por nós, não esqueça: Ele venceu o mundo!
 
 
V SEMANA DA QUARESMA
 

Dia: 17.03.13                                                                                                
 Leitura Orante: Jo. 8,1-11
Reflexão diária: “ Eu também não te condeno. Podes ir e de agora em diante, não peques mais.”
Que grande consolo sentiu esta pobre pecadora que fugindo de seus perseguidores encontrou abrigo no coração misericordioso de Jesus. Podemos imaginar a experiência libertadora que ela sentiu naquele momento. Como foi lindo aquele encontro: a mulher desfigurada pelo pecado, desumanizada encontrando refugio na humanidade de Jesus. Deus perdoa sempre, está sempre disposto, a exemplo do filho pródigo, nos dá vestimentas novas, nos calçar, nos levar a participar de seu banquete. Não nos acusa, mas nos liberta, não se afasta e nem despreza porque ama o desprezado e vai para a cruz pelo marginalizado.   Como seria bom olharmos a todos com o mesmo olhar de Jesus. Não condenaríamos, não desprezaríamos, não nos colocaríamos em condição de opressores ou mestres da lei.  Deixemos as pedras de lado, procuremos não julgar, façamos de nossos lares um refúgio de misericórdia onde todos aqueles que nele entrarem deixe as pedras do lado de fora.
 
Dia: 18.03.13                                                                                                
 Leitura Orante: Jo 8,1-11
Reflexão diária: Jo 8, 1-11: “Quem de vós estiver sem pecado, seja o primeiro a lhe atirar uma pedra.”
O ponto principal do evangelho de hoje é o julgamento. Como é difícil olhar para aquele que erra e não julgar, temos necessidade de atirar pedras porque isso nos torna superior aos outros e gostamos sempre dos primeiros lugares. Lembra das disputas do melhor lugar no céu? Quem sentará a esquerda ou a direita de Jesus?
 Somos assim: queremos o céu só para nós e para os nossos. Jesus nos ensina que para segui-lo devemos entrar em seu pensamento, estudar em sua escola, a escola do amor extraordinário que perdoa de modo mais extraordinário ainda.
Não compactuamos com os erros, Jesus também não, mas precisamos servir de instrumentos para que o amor de Deus se manifeste e salve aquele que está caído.
 
Dia: 19.03.13.                                                                            
 Leitura Orante: Mt 1.16.18-21.24a:
Reflexão diária: “Porque me procuráveis? Não sabíeis que devo ocupar-me das coisas de meu Pai?”
Salve José! Homem Justo e Virginal a Sabedoria está convosco! José um presente de Deus para nossas famílias. Homem que com seu silêncio nos falou tanto. Sendo pai nos ensinou que a paternidade é um dom de Deus e que amar um filho é antes de tudo amá-lo em Deus. Fiel esposo da Virgem Maria, nos mostrou que o matrimônio é santo porque Santo é aquele que o constituiu. Como não admirar José, como não amá-lo, como não ter grande devoção para com ele? O escolhido por Deus para fazer parte da Sagrada Família é o mesmo escolhido por Deus para transformar nossas casas em um verdadeiro Santuário de Amor Familiar. Convidemos São José para morar em nosso lar! Sendo pai e esposo saberá certamente conduzir todos os nossos para o coração de Jesus e de Maria. Que São José abençoe todas as famílias do mundo! Salve José!
 
Dia: 20.03.13                                                                                               
 Leitura Orante: Jo 8,31-42.
Reflexão Diária: se permanecerdes na minha Palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.  
Jesus nos ensina que nem todo aquele que diz Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade do Pai que está no céu. Não podemos dizer que somos seguidores de Cristo senão conhecemos sua vontade que é manifestada através de sua Palavra. Precisamos urgentemente de libertação, quantas famílias vivem aprisionadas pelas correntes do mundo? Quantos jovens escravos dos vícios  vivendo em uma eterna busca de liberdade? Quantas crianças sofrendo em lares destruídos pela mentira? Deus quer libertar nossas famílias, mas não só libertar, Ele quer que vivamos na verdade porque só a verdade nos faz permanecer Nele. Veja só, não basta conhecer a Palavra, precisamos permanecer nela! É a vivencia da Palavra, no ordinário de nossas vidas, que nos dá a libertação. Nossas famílias precisam conhecer e viver a Palavra libertadora de Deus, e mais ainda permanecer nesta Palavra e com ela em qualquer situação. Queremos ser discípulos de Jesus, queremos transformar nosso lar em um Santuário de Amor Verdadeiro, queremos e Deus quer muito mais! Que possamos viver eternamente em Deus, vivendo sua Santa Palavra.
 
 
Dia: 21.03.13                                                                                                
Leitura Orante: Jo. 8,51-59
Reflexão diária: “Em verdade, em verdade vos digo, se alguém guarda a minha Palavra, jamais verá a morte.”
Linda promessa que Jesus nos faz: se permanecermos em sua Palavra, jamais conheceremos a morte. Viver a Palavra de Deus na terra é antecipar a vida eterna do céu, lá onde não há mais doenças, nem dor, nem tristezas, nem tribulações, lá onde a morte não existe.
A Palavra de Deus se praticada faz verdadeiros milagres em nossas famílias, dá esperança onde já não tem esperança, liberta quem está oprimido, dá vida onde predomina a morte. Isso tudo não é fantasia, mas uma realidade muito próxima de cada um de nós. A Palavra de Deus precisa ser posta em prática, caso contrário nunca experimentaremos seus efeitos libertadores. É como se tivéssemos uma fonte de água bem a nossa vista e morrêssemos de sede.  Nossas famílias estão morrendo de sede porque não há ninguém para leva-las até a fonte. Faça você com que a Palavra de Deus seja conhecida e vivida em sua casa, não morra de sede e nem deixe que os seus venham a morrer. Deus é Senhor da vida e quer nos dar a vida eterna, mas para isso precisamos guardar sua Palavra no coração, permanecer nela e fazer de nossa casa um Santuário da Palavra.
Dia: 22.03.13                                                                                              
 Leitura Orante:  Jo 10,31-42
Reflexão diária: “Por ordem do Pai, mostrei-vos muitas obras boas. Por qual delas me quereis apedrejar?”
A Palavra de Deus nos ensina que conhecemos a árvore pelos frutos que elas nos dá. Jamais colheremos frutos bons de uma árvore ruim ou frutos ruins de árvore boa, em outras palavras, o modo como vivemos revela a presença ou não de Jesus. No evangelho de hoje, Jesus nos convida a reconhecê-lo através de suas obras, a perceber sua presença no nosso dia a dia, no ordinário de nossa vida. Jesus vive em nosso meio e realiza sua missão quando deixamos, missão esta que nos garante a salvação. Quantas famílias curadas, libertas, consoladas, quantas provas de amor, de cuidado, de proteção, Jesus já realizou em nossa vida? São as boas obras revelando o amor do Pai através de Jesus. Que possamos reconhecer o Senhor em nosso lar, ao menos pelas boas obras que Ele realiza todos os dias para transformar nossa casa em um santuário de virtudes.
 
 
Dia: 23.03.13                                                                                             
 Leitura Orante:  Jo 11,45-56
Reflexão diária: Naquele tempo, muitos dos judeus que tinham ido à casa de Maria e viram o que Jesus fizera, creram nele.”
Momento em que decidem matar Nosso Senhor. Jesus é perseguido, julgado e condenado. O mundo mata aqueles que não compactuam com seu modo de agir, que não se deixa levar por sua voz, aqueles que nadam contra a correnteza. Nós também, a exemplo de Jesus, devemos combater o mundo mesmo que isso signifique perseguições, julgamentos e muita persistência. 
Somos seguidores de Cristo, somos imagens e semelhança de Deus. Que este período de Quaresma, em que refletimos a Palavra de Deus, Jesus em nosso lar, tenha nos ajudado a transformar nosso lar em um Santuário de Amor Familiar.
 
     
 
 
 
 





i

 







 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário